Superioridade dos Produtos

Superioridade dos Produtos

Até o presente momento, os produtos degradáveis e biodegradáveis que estão no mercado são predominantemente produzidos a partir de polímeros biodegradáveis à base de amido especial (PLA) utilizados na fabricação de sacos para adubo. Estes polímeros degradáveis e biodegradáveis permaneceram relativamente inalterados até o momento, são muito caros para serem fabricados e tecnicamente complexos (muito difíceis de se processar). Além disso, a maioria dos produtos finais carece de limpidez, poder de molhabilidade (hidrofílico) e de resistência. Devido a seu alto preço, o processamento medíocre e a qualidade variável do produto, o uso de polímeros degradáveis e biodegradáveis tem sido muito limitado nos EUA, Ásia e Europa.

Os produtos cujas resinas possuem o TDPA™ da EPI incorporado são significativamente diferentes dos produtos degradáveis existentes no mercado. As diferenças-chave incluem:

  1. Filmes plásticos fabricados com o TDPA™ da EPI serão degradados em aterros sanitários, sofrerão foto-degradação (através da exposição à luz solar) nas ruas da cidade e no campo e começam a biodegradar em locais de adubagem e no solo. Uma vez que o TDPA™ tenha iniciado a degradação, o plástico se torna quebradiço (ocorre uma perda na resistência e elasticidade), quebra-se em pedaços pequenos e então é biodegradado em dióxido de carbono, água e biomassa. Isto se contrasta com outras tentativas de criação de polímeros biodegradáveis pela mistura de plástico com amido de milho. Estes tão falados plásticos biodegradáveis são meramente uma combinação de plástico com amido, o que resulta em produtos onde o amido degrada, mas os componentes plásticos permanecem no ambiente como produtos parcialmente perfurados.
  1. A tecnologia TDPA™ da EPI é incorporada a resinas (detalhada abaixo). Isto permite que os polímeros atualmente utilizados em muitas aplicações, devido a suas propriedades de resistência ambiental, sejam convertidos em polímeros ambientalmente aceitos, ampliando sua gama de aplicações:

- LDPE
- LLDPE
- HDPE
- PP
- PS

  1. A adição de TDPA™ às resinas não altera a etapa do processo em questão, permitindo o uso de maquinário e condições convencionais. (vide lista abaixo):

- Filme de sopro
- Moldagem a sopro
- Filme flangeado
- Filmes bi-axialmente orientados
- Extrusão vertical
- Co-extrusão
- Modelagem por injeção
- Extrusao de folha
- Não-tecido Spunbond
- Não-tecido melt blown

  1. A compatibilidade da TDPA™ com múltiplos processos de fabricação e tipos de resinas permite várias aplicações a partir de filme elástico, embalagens BOPP para canudos, talheres e recipientes, os quais são atualmente não-degradáveis mas se transformam produtos ambientalmente "responsáveis". Os fabricantes que utilizam nossa tecnologia TDPA™ podem, agora, fabricar produtos plásticos que retornarão ao biociclo natural.
  1. Antes da exposição, as misturas poliolefina do TDPA™ são recicláveis apenas como poliolefinas convencionais.
  1. Os produtos finais fabricados com o TDPA™ da EPI são mais econômicos que os produtos biodegradáveis dos concorrentes. Como os aditivos incorporados às resinas e processados em máquinas de fabricação padrão (sob normas gerais de parâmetros de processamento), os produtos degradáveis com o TDPA™ incorporado da EPI's são substancialmente mais baratos que os produtos plásticos biodegradáveis da concorrência (à base de amido).
  1. Uma vantagem crítica da tecnologia TDPA™ é que não altera as características físicas de desempenho do plástico. Uma das reais desvantagens dos plásticos à base de amido é que os sacos possuem uma resistência mínima à água e devem ser duas vezes mais espessos (e duas vezes mais pesados) para apresentar resistência tensional semelhante aos plásticos comuns. Isto torna o produto à base de amido mais caro e menos eficiente para a fabricação, uso, transporte e armazenamento. Além disso, a resistência das bolsas com combinações de amido-plástico é também substancialmente reduzida, tornando-as menos seguras (mais rupturas e menor capacidade geral para suportar peso) e mais dificuldade na fabricação e emprego. O TDPA™ não altera as propriedades de desempenho do plástico. Durante sua vida útil, não é possível distingüir um saco plástico com TDPA™ dos sacos plásticos convencionais quanto à aparência, peso e performance.
  1. O TDPA™ da EPI não contém produtos químicos sujeitos a controvérsia ou quaisquer componentes que requeiram aprovação regulamentar especial. A tecnologia do TDPA™ da EPI foi aprovada para contato com alimentos (FDA – dos EUA e EFSA – da UE).
  1. Substancialmente menor quantidade de TDPA™ (a porcentagem de adição ao produto final é tipicamente de 1% a 10% por peso) é exigida para produzir produtos plásticos degradáveis e biodegradáveis quando comparados a outros compostos degradáveis / decomponíveis ou biopolímeros atualmente disponíveis no mercado.
  1. O TDPA™ com existência controlada atua como um relógio molecular e, dependendo to tipo e da quantidade de TDPA™ adicionada á resina plástica, o plástico degradará completamente em meses ou anos, conforme as exigências do consumidor, baseados em ciclo de vida específicos do produto plástico.

A EPI acredita que não existem produtos concorrentes hoje no mercado que efetivamente atendam as necessidades legais de produtos degradáveis / biodegradáveis e decomponíveis para os plásticos da TDPA™. Devido a parâmetros restritos de tecnologias biodegradáveis concorrentes, muitos destes produtos que passaram com sucesso por testes utilizando o TDPA™ da EPI’s não são considerados atualmente produtos concorrentes. Estas aplicações de produtos incluem sacos claros esticáveis, filmes encolhíveis e filme BOPP.